31 de outubro de 2008

Antiguas Fotografías


"... Antigas fotografias
Quase já sem cor
E um momento de saudade
Nessa lágrima de amor

São coisas que não se esquece
Só finge que desconhece
Não dá pra esconder verdades
Sobre o que ficou

São coisas que não se esquece
E mesmo que eu quisesse
As fotos não negam os fatos
Do que se passou..."

Coisas que não se esquece (1982)

---

"...Antiguas fotografías
Casi sin color
Y un momento de tristeza
En esa lágrima de amor

Son cosas que no se olvidan
Instantes de nuestra vida
Verdades que no se esconden
De lo que quedó

Son cosas que no olvidamos
Aunque a veces lo intentamos
Las fotos no niegan hechos
Todo sucedió..."

Viejas Fotos (1983)

29 de outubro de 2008

A Clássica 'Sentado À Beira Do Caminho'

Um dia Roberto Carlos começou a compor uma balada romântica que, com sua intuição e faro para o gosto popular, tinha certeza de que seria um grande sucesso. Roberto podia muito bem colocar aquela música no seu álbum. Entretanto, Roberto Carlos tinha outro destino para aquela composição: ela seria oferecida para Erasmo Carlos gravar. "Mas esta é uma balada romântica e a praia do Erasmo é mais o rock", contestou seu produtor na época Evandro Ribeiro (que aliais é autor de alguma músicas que Roberto canta, mas com o nome de Eduardo Ribeiro).

Pois seria pelo romantismo que Erasmo Carlos se reergueria após a decadência pós Jovem Guarda. Quando Erasmo ouviu os primeiros acordes, também não teve dúvida: queria aquele tema para ele. E eles se reuniram para trabalhar nessa nova composição, intitulada Sentado à beira do caminho.

A canção levou quase cinco meses para ser composta, porque eles conseguiam criar um refrão para essa música. Eles fizeram a primeira, a segunda, a terceira e quarta estrofes - e cada uma melhor do que a outra -, mas empacaram no refrão. Numa noite, no início de 1969, os dois se reuniram mais uma vez para trabalhar no estúdio da casa de Roberto , no Morumbi, em São Paulo. O cantor estava muito cansado e lá pelas três e meia da madrugada, como de costume, deitou-se no sofá para dar uma cochilada.

Erasmo continuou trabalhando, mas sem conseguir encontrar o fechamento para a música. Entretanto, depois de uns vinte minutos dormindo, Roberto acordou elétrico e pulou do sofá exclamando. "Já sei, já sei!" E, enquanto ainda esfregava os olhos, cantou bem compassadamente: "Preciso acabar logo com isto/ preciso lembrar que eu existo".

Imediatamente, Erasmo Carlos pegou lápis e papel e anotou a frase. Agora sim, depois de meses, Sentado à beira do caminho estava finalmente concluída. "Eu acho que ele sonhou com o refrão, só pode ser isso. E se demorasse mais um pouco para anotar ele ia esquecer, porque ao acordar ainda estava recente o elo entre sonho e realidade", afirma Erasmo.

Roberto Carlos estava tão envolvido com a nova composição que pediu para produzir aquela faixa no disco do amigo. Para tocar a guitarra base na gravação, Erasmo Carlos chamou Aristeu Alves dos Reis, integrante de sua banda Os Tremendões. Para a gravação de Sentado à beira do caminho, para a qual Aristeu criou uma bela harmonia. Até então, Roberto e Erasmo usavam apenas acordes perfeitos em suas composições.

E assim fizeram em Sentado à beira do caminho, com uma harmonia bem simples montada em sol maior, lá menor, ré maior e sol. Aristeu sugeriu então uma variação harmônica com acordes de sétima maior e sexta, que ele tocou na guitarra base. A partir daí, aquela seqüência harmônica acabou se tornando um maná para Roberto e Erasmo, que a usaram em várias outras composições, a mais famosa delas sendo Detalhes.

Ao ouvir a nova gravação ainda no estúdio, a divulgadora Edy Silva exclamou: "Nossa, Erasmo, que coisa linda, parece Chico Buarque". Naquela noite, Erasmo Carlos saiu do estúdio realmente muito contente com a canção, com sua interpretação e com o arranjo.

Com essa gravação, descortinou-se uma nova fase para o artista Erasmo Carlos. "A música foi um soco no estômago do mundo porque, na minha carreira, eu nunca havia feito algo tão avassalador", diz Erasmo. "Voltei a ganhar tapinhas nas costas e a ser recebido novamente com cafezinho na gravadora."


E mais do que isso: Erasmo passou a receber convites e novas propostas de trabalho. O mais importante veio no final daquele ano, quando André Midani, o manda-chuva da Polygram, o convidou para se integrar ao elencoda gravadora, garantindo-lhe plena liberdade de criação. "Você vai gravar o que quiser, com quem quiser, da forma que quiser. Faça o que você quiser, mas faça.

É importante qualquer coisa que você crie", disse o executivo. Ou seja, a Erasmo era prometido o mesmo tratamento que a gravadora dispensava a figurões de seu cast como Elis Regina, Chico Buarque e Caetano Veloso.

Sentado À Beira Do Caminho ainda ganhou mais destaque, quando em 2004 (eu acho, a memória as vezes falha) em sua versão em italiano (L'Appuntamento), ganhou os cinemas do mundo, sendo música tema do filme Doze Homens E Outro Segredo, na voz de Ornela Vanoni. L'Appuntamento é com certeza, um dos maiores sucessos da carreira de Ornela Vanoni.

26 de outubro de 2008

Análisis Poético - Nº 1 “Amada Amante"

- Presentacion:

Hoy el Blog "Roberto Carlos Internacional" inicia una nueva atracción.
Yo Diego Bachini Lima, todas las semanas estaré aquí (...así deseo) escribiendo una columna y haciendo un lectura muy íntima de las canciones del Rey Roberto Carlos (como autor, coautor y intérprete, hasta mismo de los especiales y espectáculos). El objetivo es mismo entretener y llevar información para usted visitante.

Hoy comienzo con "Amada Amante" (Amada, Amante en Portugués) - (Amato Amore en Italiano).

Esta canción es de 1971 y es una excepción en la dupla Erasmo/Roberto. En esa Roberto hizo la letra y Erasmo la melodía. Fue una canción hecha a su 1ª esposa, Nice Rossi, divorciada.

Este amor que tú me has dado / Amor que no esperaba / Es aquel que yo soñé
Quien no se acuerda de alguna vez estar de frente a un amor que nunca esperó y que parece algo tan especial que hasta hace pensar que es la realización de un sueño infinito...! :)

Va creciendo como el fuego / La verdad es que a tú lado / Es hermoso dar amor
Y ese amor que con el tiempo fue creciendo..., y quien ya estuve enamorado sabe que cuando se siente algo por alguien y se le llama amor.... y que cerca de esta persona el tiempo pasa de una forma muy distinta y muy especial...

Y es que tú amada amante / Das la vida en un instante / Sin pedir ningún favor
No percibimos que el tiempo pasa e todo parece maravilloso... en un instante...

Este amor siempre sincero / Sin saber lo que es el miedo / No parece ser real
Un amor de verdad que parece dar un poder inmenso y que va allá de la imaginación y que no parece que todo eso pueda ser real...

Que me importa haber sufrido / Si ya tengo lo más bello / Y me da felicidad
Que hace olvidar sufrimientos del pasado... y la Amada es todo que importa.

En un mundo tan ingrato / Sólo tu amada amante / Lo das todo por amor
Ella hace todo lo posible para ser feliz en amor. Cosa común en las canciones de el Rey.

Amada amante / Amada amante...
Se crea una doble interpretación: La mujer que es su amante, y que el amante es en realidad su amada.

Bien, ahora yo me voy! Espero que tenga gustado!
Abrazo a todos!

- Diego Bachini Lima es estudiante, fan de Roberto Carlos (en Brasil) y Bee Gees (en Mundo). Ahora es también autor en el Blog Roberto Carlos Internacional.

- Tradução / Traducción (Español): HenryRoss

Agora pra ficar...??!

A diretoria do Corinthians elegeu a música O Portão, parceria de Erasmo e Roberto Carlos, como tema de seu retorno à primeira divisão do Campeonato Brasileiro. 


E antes mesmo de a promoção ser confirmada, o clube já começou a vender uma linha de camisetas alusivas ao feito.

Como tem se tornado tradição na atual diretoria de marketing do Corinthians, o clube criou um modelo de camisetas especial para lembrar da conquista da vaga na Série A. A peça é predominantemente branca, com a frase “Eu voltei” na parte frontal e “Agora pra ficar” nas costas, versos de O Portão.

Fonte: Uol Esportes

25 de outubro de 2008

CD Roberto Carlos Ao Vivo Em Brasília

Hoje, você que estava esperando não precisa mais: O prometido CD que este blog está divulgando nas ultimas semanas, Ao Vivo Em Brasília, está pronto...

Mas nesse post além do download, você vai saber como foi o processo de edição desse CD. E todas as informações necessárias sobre o show além de Fotos, Capa, etc...

O Arquivo

O arquivo original desse CD era .wav com 40MB, e qualidade muito baixa. Mas muito baixa mesmo. E com 1h 26min de audio.

O Programa 1 (Sound Forge 8.0)

Inicialmente para editar e melhorar o arquivo, foi utilizado o Sound Forge 8.0, um dos melhores editores de som da atualidade. A qualidade melhorou muito, em comparação ao que era, mas é impossível criar uma qualidade igual a do En Vivo.

As Fotos
As fotos foram gentilmente cedidas por Felipe Moura (Blog El Rey) com as fotos desse show disponível pra download, usadas na capa e na divulgação do disco; e James Lima (Blog Roberto Carlos Braga) pelas fotos que estão no conteúdo do cd (Encarte) que são da atual turne do Rei: 'Orquestra e Coral II' (que é a turne apresentada em Brasília).

Cortes
Infelizmente aconteceu um corte. Não foi em nenhuma música. Caso esse cd fosse editado pelo Rei, com todas as músicas (o que é muito dificíl, visto o En Vivo), seria cortada mesma parte, mas que será disponibilizada à parte para quem quiser: Roberto Carlos Apresenta Sua Banda. Essa faixa de 2mins, teve de ser tirada, porque com ela o cd ficava com 82mins, quando o máximo é 80mins.

Edições em relação à ultima postagem sobre o CD
Na ultima postagem o Pot-Pourri Automovéis constava com a música 'O Calhambeque (Road Hog)'. Decidi por ela estar completa (assim como Negro Gato, que não está no Pot-Pourri Jovem Guarda) coloca-lá como faixa a parte.

O 'Por que?'
Agora por que será que eu decidi ter todo esse trabalho? Porque uma pessoa que nos vem presenteando com grandes discos do Rei, merece esse CD: HenryRoss. Sim ele não tem até o presente momento em que escrevo esse texto, Henry só tem 1 música não muito bem editada do show.

Capa:
Ai está a capa do CD Ao Vivo Em Brasília...

OBS.: Esse CD foi também em algumas faixas usada a edição feita por Tadeu Prado do blog Roberto Carlos, Suas Músicas E Sua História. Valeu Tadeu!


Para Baixar o CD AO Vivo Em Brasília Clique AQUI

Na próxima semana será feita uma nova postagem comentando o cd, além de encarte, capa e etc...


Votem para manter o Blog Roberto Carlos Internacional!!! Votem no Top 30 (aqui) e no Nosso Top (aqui)

Natal 2008 - Espalhe essa idéia


Para o Natal 2008 Que tal fazer algo diferente, este ano, no Natal?
Sim ... Natal ... daqui a pouco ele chega .
Que tal ir a uma agência dos Correios e pegar uma das 17 milhões de cartinhas de crianças pobres e ser o Papai ou Mamãe Noel delas?
Há a informação de que tem pedidos inacreditáveis.
Tem criança pedindo um panetone, uma blusa de frio para a avó...
É uma idéia.
É só pegar a carta e entregar o presente numa agência do correio até dia 20 de Dezembro.
O próprio correio se encarrega de fazer a entrega.

DIVULGUE PARA SEUS AMIGOS

Na vida, a gente passa por 3 fases:

- a primeira, quando acreditamos no Papai Noel;
- a segunda, quando deixamos de acreditar e
- a terceira, quando nos tornamos Papai Noel!!!

Um abraço !

23 de outubro de 2008

22 de outubro de 2008

L'appuntamento (Sentado à beira do Caminho)

L'appuntamento (Sentado à beira do caminho) - Andrea Bocelli
Roberto Carlos; Erasmo Carlos (Bruno Lauzi)


Ho sbagliato tante volte ormai
che lo do già
Che oggi quasi certamente
sto sbagliando su di te
Ma una volta in più
Che cosa può campiare nella vita mia
Accettare questo strano appuntamento
E stata una pazzia

Amore fai presto
io non resisto
Se tu non arrive
non esisto
non esisto, non esisto

Sono triste tra la gente
che mi sta passando accanto
Ma la nostalgia di rivedere te
è forte più del pianto
Questo sole accende sul mio volto
Un segno di speranza
Sto aspettando quando a un tratto
Ti vedrò spuntare in lontananza

Preciso acabar logo com isso
Preciso lembrar que eu existo
Que eu existo
Que eu existo

Luci machine, vetrine, strade,
tutto quanto si confonde nella mente
La mia ombra si è stancata di seguirmi
Il giorno muore lentamente
Non mi resta che tornare a casa mia
Alla mia triste vita
Questa vita che volevo dare a te
L'hai sbriciolata tra le dita

Na na na na na na na .

-------------------------------------- Tradução

Errei tantas vezes enfim que já sei
Que hoje quase certamente estou errando sobre ti
Mas uma vez mais o que pode mudar na minha vida
Aceitar este estranho encontro foi uma loucura

Amor vem depressa, eu não resisto
Se tu chegas, eu não existo,
não existo, não existo

Sou tão triste entre essa gente que está passando ao meu lado
Mas a nostalgia de rever-te é mais forte que o meu choro

Este sol acende no meu rosto um sinal de esperança
Estou esperando que me improviso te verei aparecer na distância

Amor vem depressa, eu não resisto
Se tu chegas, eu não existo,
não existo, não existo

Luzes, carros, vitrines, ruas, tudo mais se confunde em minha mente
A minha sombra cansou de seguir-me e o dia morre lentamente

Não me resta que voltar para minha casa para minha triste vida
Esta vida que queria dar a ti e tu esmigalhou entre os dedos

19 de outubro de 2008

Tudo que eu gosto 'É ilegal, imoral ou engorda'

No item protesto, uma de suas composições mais contundentes é Ilegal, imoral ou engorda, faixa de abertura do álbum de 1976.

A idéia do tema surgiu quando Roberto Carlos foi participar de uma reunião de negócios num escritório em São Paulo e, ao entrar na sala de um executivo, viu sobre sua mesa um adesivo com a frase: "Tudo o que eu gosto é ilegal, imoral ou engorda". Na época, esse adesivo estava começando a circular por muitos lugares, era mais uma das formas sutis de protesto e denúncia contra a repressão imposta pelo regime militar (e alimentar).

O fato é que Roberto Carlos achou aquilo interessante, identificou-se com a mensagem e saiu da reunião com aquela frase na cabeça. Alguns dias depois, pegou o violão e começou a desenvolver o tema numa nova canção.

"Vivo condenado a fazer o que não quero / de tão bem comportado às vezes até me desespero...".. desabafa Roberto Carlos no início da música, na qual ele revela a angústia de viver numa espécie de camisa-de-força que o impede de fazer tudo o que realmente gosta.

A canção foi composta exatos dez anos depois de o cantor se tornar o maior fenômeno de popularidade da música brasileira. Eram dez anos envolvido numa malha de compromissos que mantinha Roberto Carlos sob a estreita vigilância de secretários, produtores e empresários, todos encarregados de impedir que ele desse sequer um passo em falso, e que tentaram até mesmo impedi-lo de se casar.


"Se faço alguma coisa sempre alguém vem me dizer/ que isso ou aquilo não se deve fazer/ restam os meus botões/ já não sei mais o que é certo...", questionava Roberto Carlos.

O duplo sentido da frase da última estrofe, "se como alguma coisa que não devo comer" - uma referência tanto ao alimento que engorda como ao sexo extraconjugal -, revela um artista cansado de sustentar aquela imagem de rapaz de bem, bom amigo, bom filho, bom pai e bom marido. "Procuro andar direito e ter os pés no chão/ mas certas coisas sempre me chamam atenção/ cá com meus botões/ bolas, eu não sou de ferro...", desabafa.

A canção indica que, por trás de toda aquela sobriedade revelada nas entrevistas e especiais de televisão, havia alguém sufocado e com vontade de mandar tudo novamente para o inferno. Dominado pela autocensura, por vezes ainda mais impiedosa que a dos órgãos oficiais, o cantor se revela um homem calado e desconfiado, temeroso de revelar suas opiniões publicamente, porque tudo de que gosta é ilegal, é imoral ou engorda.

O produtor Evandro Ribeiro gostou quando escutou os primeiros esboços da nova canção. Achou o tema forte, ideal para ser a faixa de abertura do álbum seguinte do cantor.

O problema é que Roberto Carlos chegou a Los Angeles para gravar seu novo disco sem ainda ter concluído a canção.

A solução foi telefonar para Erasmo Carlos, no Rio, e trabalhar com ele à distância. "Roberto estava com pressa para incluir a música no disco dele, então tivemos que concluir a composição pelo telefone", diz Erasmo.

Na época, as ligações internacionais eram ainda muito deficientes, e os dois mal conseguiam se ouvir. Roberto assobiava a melodia, Erasmo gravava, ouvia com mais calma, depois retornava a ligação. E assim eles trabalharam na canção até que ficou pronta a tempo de ser a faixa de
abertura do novo álbum. A partir daí.

aquela frase "tudo o que gosto é ilegal, imoral ou engorda" deixou de ficar restrita às salas e escritórios para ganhar a boca e os ouvidos de todo o povo brasileiro.

18 de outubro de 2008

17 de outubro de 2008

Análise Poética nº 6 "Meu Grito"

...meu amor é grande, bem maior do que meu próprio grito!

Meu Grito
Roberto Carlos

Se eu demoro mais aqui,/ eu vou morrer/ Isso é bom/ Mas eu não vivo sem você/ Eu não penso mais em nada/ A não ser só em voltar/ Vou depressa e levo o meu amor nas mãos/ Para lhe dar

Quando se está perdidamente apaixonado por alguém, a distância, os empecilhos, fazem a pessoa querer morrer de tanto amor. Mas ela rapidamente reflete: 'Mas eu não vivo sem você'. Então é melhor esperar... Não! Não dá pra esperar, ele vai depressa tentar encontrar com o seu amor.


Já não durmo/ Morro até só em pensar/ E se canto/ Só o seu nome quero gritar/ Mas se eu grito todo mundo/ De repente vai saber/ Que eu morro de saudade/ E de amor por você

Ansiedade... Dói não ter aquele amor aqui do lado... Mais uma vez tudo leva a entender um amor proibido... Ninguém pode saber desse amor...


Ai que vontade de gritar/ Seu nome bem alto no infinito/ Dizer que meu amor é grande/ Bem maior do que meu próprio grito/ Mas só falo bem baixinho/ E não conto pra ninguém/ Pra ninguém saber seu nome/ Eu grito só Meu Bem.


Parece que o eu lírico está aprisionado dentro do mundo... Não pode falar quem ele ama... Como é grande o seu amor... Mas ele encontra uma forma de mostrar tudo isso para ela... 'Eu digo só Meu Bem.' Assim como em Sua Estupidez, aqui o Meu Bem, também é Nice... Meu Grito é uma música que Roberto infelizmente não gravou... Quem fez isso foi Agnaldo Tímoteo


A Próxima Música é: Fera Ferida

- Diego Bachini Lima é estudante, fã de Roberto Carlos (no Brasil) e Bee Gees (no exterior); colunista semanal do Blog Roberto Carlos Internacional, e vai apresentar com o grupo de Teatro TAME, domingo dia 19/10/08, em Ipanema, e pede a torcida leitor!!!

16 de outubro de 2008

No Me Voy A Quedar (Não vou ficar)

No Me Voy A Quedar (Não vou ficar)

Hace mucho tiempo que viví callado y ahora decidí hablar
llegó el momento y va a ser ahora y por ti no me voy a quedar
por tu amor, no
no me puedo quedar, no
no me quiero quedar, no

Y la verdad que, debe ser hablado y no tiene caso engañar
ya no hay manera, todo está deshecho, por tu amor no me voy a quedar
por tu amor, no
no me quiero quedar, no
no me quiero quedar, no

Piénsalo bien
¿Valdrá la pena tratar de amar así?
si nuestro amor es una perdición, no, no
por eso decidí ahora ya dejarte afuera de mi corazón
contigo se acabó, prefiero estar solo, esa es la solución
ya sin tu amor, no
ya no hay solución, no
ya no hay solución, no

- Música de Tim Maia.
- Roberto Carlos gravó solamente en Portugués en 1969 en su álbum "As flores do jardim de nossa casa".

- Versión en español es de Dorio Ferreira.
- El cantante mexicano Yahir gravó en Español en 2006 en su álbum "No te apartes de mí" todo dedicado a El Rey Roberto Carlos.

15 de outubro de 2008

14 de outubro de 2008

Bossa Nova 50 Anos - Roberto Carlos & Caetano Veloso


01 - Garota de Ipanema - (Roberto & Caetano)
02 - Wave - (Roberto & Caetano)
03 - Águas de Março - (Daniel Jobim) - Piano
04 - Por Toda a Minha Vida - (Caetano Veloso)
05 - Ela é Carioca - (Caetano Veloso)

06 - Inútil Paisagem - (Caetano Veloso)
07 - Meditação - (Caetano Veloso)
08 - Insensatez - (Roberto Carlos)
09 - Lígia - (Roberto Carlos)
10 - Corcovado - (Roberto Carlos)

11 - Samba do Avião - (Roberto Carlos)
12 - Eu Sei Que Vou Te Amar - (Roberto Carlos)
13 - Tereza da Praia - (Roberto & Caetano)
14 - Chega de Saudade - (Roberto & Caetano)

Download: Baixar Agora

* Capa: Diego Bachini Lima / Edição: HenryRoss

- Pesquisar Preços de Roberto Carlos - Lp's, Cd's e Muito mais!!!

... + Informações - Outras Músicas, Cd's e Lp's

13 de outubro de 2008

Show de Roberto Carlos e Caetano Veloso é lançado em CD e DVD

Apresentação da dupla em homenagem a Tom Jobim e a Bossa Nova chega às lojas nas próximas semanas

De acordo com a coluna de Mônica Bergamo no jornal “Folha de S. Paulo”, o show de Roberto Carlos e Caetano Veloso em homenagem a Tom Jobim e aos 50 anos da Bossa Nova será lançado em CD e DVD nas próximas semanas.

O disco terá 14 músicas enquanto que o DVD terá o show completo, com 20 canções e extras com os bastidores da apresentação.

As gravadoras Sony/BMG, de Roberto Carlos, e Universal, de Caetano Veloso, fizeram um acordo para viabilizar os lançamentos, vão dividir meio a meio a vendagem das cópias.

Por causa do lançamento, os tradicionais CD e DVD solo de fim de ano de Roberto Carlos foram suspensos. O “Rei” já havia deixado o trabalho pronto para lançar antes do Natal, agora ficará para 2009.

Fonte: Abril.com

12 de outubro de 2008

L'astronauta (O Astronauta)



 L'astronauta (O Astronauta) - 1971
Édson Ribeiro - Helena dos Santos (C. Malgioglio)

Io non ho più nessuna ragione
Per continuare a viver così
Non posso più veder tanta tristezza
Per questo io non resterò più qui

Il mondo che cercavo non è questo
Il mio mondo è solo solo
Cado nel mare passa la guerra
Mentre che fuggo trema la terra

Io non ho più nessuno che mi ama
Può darsi che gli amori son già morti
E come un astronauta io volerei
Per restare nello spazio
Nello spazio

Eviterei i contatti della nave spaziale
Resterei per sempre nello spazio siderale
Non tornerò
Sulla terra no
No non tornerò
Sulla terra no

Cado nel mare passa la guerra
Mentre che fuggo trema la terra
Io non ho più nessuno che mi ama
Può darsi che gli amori son già morti

Come un astronauta io volerei
Per restare nello spazio
Per non tornar

Eviterei i contatti della nave spaziale
Resterei per sempre nello spazio siderale
Non tornerò
Sulla terra no
No non tornerò no

Cado nel mare passa la guerra
Mentre che fuggo trema la terra
Io non ho più nessuno che mi ama
Può darsi che gli amori son già morti
Come un astronauta io volerei
Per restare nello spazio
Per non tornar

Eviterei i contatti della nave spaziale
Resterei per sempre nello spazio siderale...

11 de outubro de 2008

Bossa Nova 50 Anos.. Roberto & Caetano

Caetano Veloso & Roberto Carlos - 50 anos de Bossa Nova.

01 - Garota de Ipanema - (Roberto & Caetano)
(Tom Jobim/Vinícius de Morais)

02 - Wave - (Roberto & Caetano)
(Tom Jobim)

03 - Águas de Março - (Daniel Jobim) - Piano
(Tom Jobim)

04 - Por Toda a Minha Vida - (Caetano Veloso)
(Tom Jobim/Vinícius de Morais)

05 - Ela é Carioca - (Caetano Veloso)
(Tom Jobim/Vinícius de Morais)

06 - Inútil Paisagem - (Caetano Veloso)
(Tom Jobim/Aloysio de Oliveira)

07 - Meditação - (Caetano Veloso)
(Tom Jobim e Newton Mendonça)

08 - Insensatez - (Roberto Carlos)
(Tom Jobim/Vinícius de Morais)

09 - Lígia - (Roberto Carlos)
(Tom Jobim)

10 - Corcovado - (Roberto Carlos)
(Tom Jobim)

11 - Samba do Avião - (Roberto Carlos)
(Tom Jobim)

12 - Eu Sei Que Vou Te Amar - (Roberto Carlos)
(Tom Jobim/Vinícius de Morais)

13 - Tereza da Praia - (Roberto & Caetano)
(Tom Jobim/Billy Blanco)

14 - Chega de Saudade - (Roberto & Caetano)
(Tom Jobim/Vinícius de Morais)

Deixe seu Comentário sobre esta postagem

Vote nesse Blog!! Sua ajuda é muito Importante!! - Clique Aqui

Download: Part01 - Part02 - Part03 -Part04 - Part05

Pesquisar mais de Roberto Carlos & Caetano Veloso...

10 de outubro de 2008

Análise Poética nº 5 "Como É Grande O Meu Amor Por Você"

Como É Grande O Meu Amor Por Você
Roberto Carlos

Eu tenho tanto pra lhe falar/Mas com palavras não sei dizer/ Como é grande o meu amor por você

As palvras tentam desde sua criação, demonstrar os sentimentos para as pessoas que amamos ou odiamos. Aqui vemos a dificuldade de falar. No momento de estar frente a frente com quem se ama, as palavras somem, e não sabemos o que falar...

E não ha nada pra comparar/ Para poder lhe explicar/ Como é grande o meu amor por você
Nem mesmo o céu, nem as estrelas/ Nem mesmo o mar e o infinito/ Não é maior que o meu amor, nem mais bonito /Me desespero a procurar/ Alguma forma de lhe falar/ Como é grande o meu amor por você

Aqui um romantismo, exagerado, porém verdadeiro. O infinito ilustra bem isso. Nada é maior... O eu-lírico realmente está tomado completamente pelo amor... Ele não se sente bem em não conseguir dizer tudo o que sente.

Nunca se esqueça nem um segundo/ Que eu tenho o amor maior do mundo/ Como é grande o meu amor por você/ Nunca se esqueça nem um segundo/ Que eu tenho o amor maior do mundo
Como é grande o meu amor por você /Mas como é grande o meu amor por você...


'Olha aqui eu te amo!' Parece estar sempre presente não é? Mesmo ouculto na letra. É porque na última coluna (Sua Estupidez) e nas próximas (Meu Grito, Fera Ferida) são todas músicas feitas para Nice (assim como Amada, Amante). Mas é assim que Roberto parece se sentir: Estar amando, mas sua amada não acreditar de verdade no seu amor... Então ele diz "eu tenho o amor maior do mundo" o que comprova que tudo o que ele sente está aqui, no mundo, não na sua cabeça apenas... Muito bonito!

A Próxima Música é: Meu Grito

- Diego Bachini Lima é estudante, fã de Roberto Carlos (no Brasil) e Bee Gees (no exterior); colunista semanal do Blog Roberto Carlos Internacional, está queimando as pestanas, tentando melhorar o audio do show do Rei em Brasília...¬¬. E também pede desculpa pela demora na Coluna... Foi Mal!

7 de outubro de 2008

'Canzone Per Te', 1968, o rei Roberto Carlos em italiano

Em 1967, Roberto Carlos é convidado para participar do Festival de San Remo, na Itália. A idéia, segundo conta Ayrton Mugnaini Jr. em seu livro ‘Esta é a nossa canção’, era Roberto defender uma música de Sérgio Endrigo e uma composição própria. Mas, com uma condição, que acabou inviabilizando o lance naquele ano: a de dividir a parceria de sua música com outro compositor italiano.

Um ano depois, cantando a música ‘Canzone Per Te, do mesmo Sérgio Endrigo, Roberto Carlos ganha a vigésima oitava edição do Festival de San Remo.

No mesmo ano, a CBS italiana providencia capitalizar o fato de Roberto Carlos ter sido o primeiro não italiano a ganhar o Festival de San Remo. Com um repertório escolhido a dedo entre as melhores canções daquela fase do Rei, é lançado o LP ‘Canzone Per Te’, com 12 canções.

Estão no disco clássicos como ‘De que vale tudo isso’, ‘Você não serve pra mim’, ‘Por isso corro demais’ e ‘Nossa canção’, entre outras. Som a base instrumental original, o disco traz o Rei cantando em italiano, o que dá um charme especial às canções, especialmente pela dramaticidade da língua.

A vitória no festival, assim como o lançamento do disco no mercado italiano, transformavam Roberto Carlos no primeiro artista pop ‘panamericano’, tese desenvolvida por Jorge Mautner, em 1972. Já com presença no mercado latino-americano, Roberto Carlos passou, em seguida, a também freqüentar as rádios e paradas de sucessos de países como México, França, Cuba e comunidades latinas dentro dos Estados Unidos. Inédito no Brasil, ‘Canzone Per Te’, também lançado no Uruguai, e outros países latinos, no mesmo ano, chegou a circular em formato CD-R no país.

Canzone Per Te
Itália – 1968

1 - Canzone per te
Sergio Endrigo - Sergio Bartotti

2 - Come una foglia (Folhas de outono)
Francisco Lara - Jovenil Santos (versão: Daniele Pace)

3 - La tempesta (De que vale tudo isso)
Roberto Carlos (versão: Daniele Pace)

4 - Non soffrirò più per te (Você não serve pra mim)
Renato Barros (versão: Daniele Pace)

5 - L'ultima cosa
Beretta - Balsamo

6 - La nostra canzone (Nossa canção)
Luiz Ayrão (versão: Daniele Pace)

7 - A che serve volare (Por isso corro demais)
Roberto Carlos (versão: Daniele Pace)

8 - Io te darei il cielo (Eu te darei o céu)
Roberto Carlos - Erasmo Carlos (versão: C. Malgioglio)

9 - Il mio amore per te (Como é grande o meu amor por você)
Roberto Carlos (versão: Daniele Pace)

10 - É tempo di saper amare (É tempo de amar)
José Ari - Pedro Camargo (versão: Daniele Pace)

11 - Io sono un artista (Só vou gostar de quem gosta de mim)
Rossini Pinto (versão: Daniele Pace)

12- La donna di un amigo mio (Namoradinha de um amigo meu)
Roberto Carlos (versão: Daniele Pace)

* Fernando Rosa - Edição: HenryRoss

6 de outubro de 2008

Roberto Carlos Intimo - Argentina 2008

Postagem Original: Foi ao ar na Quinta-Feira às 23:15 pela TV Argentina Telefé:

Roberto Carlos
participou de um show íntimo especialmente para a TV Telefé. Com o presença do apresentador Marley e de quase trezentas pessoas O Astro Brasileiro interpretou 5 grandes canções de seu repertório.

Depois de uma calorosa salva de palmas do público, Roberto Carlos começou o show cantando "Amigo". e depois de agradecer o afeto do público, continuou com outros dois temas importantes "La Distancia" e "Detalles".

Ainda sendo ovacionado, Marley (Apresentador) veio dar as boas-vindas e fazer uma breve entrevista sobre a gloriosa e extensa trajetória de Roberto Carlos, e depois da entrevista Marley deu início ao final do show e Roberto Carlos encerrou o especial com seus 2 temas mais conhecidos "Amada Amante" e "Un millón de amigos".

Dados do Vídeo:
Codec Video: Xvid - 2 Pass
Codec Audio: Lame mp3

Qualidade de Video: 1296 kb/s
Qualidade de Audio: 128 kb/s

Tamanho vídeo: 512x384
Tamanho: 450 MB

Duração: 00:43:57
Idioma: Espanhol

(Download's: Novos Link's em fase de aprovação 2) - Deixe seu Comentário sobre esta postagem!

Download: Part01 - Part02 - Part03 - Part04 - Part05
( Primeiramente Baixe todas as partes.... para descompactar!)

5 de outubro de 2008

L'artista (O Portão)

 

L'artista (O Portão) - 1976
Roberto Carlos - Erasmo Carlos (C. Malgioglio)

Non appena giunsi sul portone
Il mio corpo fu così felice
Là, sul pavimento le valigie
Io tornavo
Tutto era uguale come allora
Solo le pareti modificate
E la nosta camera cambiata
Molto bella

Pazzo Io
Quando mi morivi dentro
Dava tutto
Ma adesso Io mi pento
Eri tu l'artista
Il mio cervello
L'amore mio

Quando aprii la porta lentamente
E lasciai la luce entrare per prima
Tutto il mio passato ricordai
E Io entrai

Il ritratto mil sulla parete
Ingiallito per il lungo tempo
Come a chiedermi dove fossi stato
E poi parlai

Pazzo Io
Quando mi morivi dentro
Dava tutto
Ma adesso Io mi pento
Eri tu l'artista
Il mio cervello
L'amore mio

Non credevo dopo tanto tempo
Che qualcuno fosse in mia attesa
Passi indecisi Io sentii
E mi fermai

Quando vidi due braccia aperte
Abbracciarmi come anticamente
Tante cose volevo dirle Io
Ma piansi poi

Pazzo Io
Quando mi morivi dentro
Dava tutto
Ma adesso Io mi pento
Eri tu l'artista
Il mio cervello
L'amore mio

Non appena giunsi sul portone
Il mio corpo fu così felice...

4 de outubro de 2008

Você Vai Se Encantar... (CD AO VIVO)

VOTE no Blog Roberto Carlos Internacional!!!!
Em Breve você vai ter disponível um CD Ao Vivo exclusivo.

Vão ser Emoções de MAIS...


  1. Introdução Instrumental
  2. Emoções
  3. Como É Grande O Meu Amor Por Você
  4. Além Do Horizonte
  5. Detalhes
  6. Outra Vez
  7. Pot-Pourri Jovem Guarda: Não Quero Ver Você Triste/Eu Estou Apaixonado Por Você/Aquele Beijo Que Te Dei/Splish Splash
  8. Negro Gato
  9. Pot-Pourri Automovéis: Eu Sou Terrível/O Taxista/As Curvas Da Estrada De Santos/120...150...200 Km por Hora/Todas As Manhãs/O Caminhoneiro/Por Isso Corro Demais/Parei Na Contra-Mão/O Calhambeque (Road Hog)
  10. Amor Sem Limite
  11. Mulher Pequena
  12. Mulher De 40
  13. Proposta
  14. Roberto Carlos, O Maestro (Música Desconhecida *)
  15. Roberto Carlos, O Maestro Parte 2 - Eduardo Lages (Idem)
  16. É Preciso Saber Viver
  17. Jesus Cristo

*- Caso você saiba o nome dessa música que o Rei 'comanda' no show mande um e-mail para dblwork@gmail.com

3 de outubro de 2008

Io ti propongo (Proposta)



Io ti propongo (Proposta) - 1975
Roberto Carlos - Erasmo Carlos (C. Malgioglio)

Io ti propongo
Restiamo insieme
Non andare via
Lasciati amare
Fammi tremare
Lasciati andare

Io ti propongo
Di darme il corpo
Dopo l'amore il mio conforto
E a questo punto
Le prospettive
Che me chiedi tu

Come tu vedi
Io sono preso
Per te confuso
E ti confeso
Chè non a caso
Tormento solo me

Io ti propongo
Restiamo insieme
Saremo pazzi
L'uno dell'altro
E insoddisfatto
Deluso Io
Non sarò mai
No, non sarò mai

Io ti propongo
Di darme il corpo
Dopo l'amore il mio conforto
E a questo punto
Le prospettive
Che me chiedi tu

Come tu vedi
Io sono preso
Per te confuso
E ti confeso
Chè non a caso
Tormento solo me

Io ti propongo
Restiamo insieme
Saremo pazzi
L'uno dell'altro
E insoddisfatto
Deluso Io
Non sarò mai
No, non sarò mai

Io ti propongo...

2 de outubro de 2008

2006 - DVD Duetos (Somente Áudio)


DVD Amigos (Brasil), Lançado em 08 de Dezembro de 2006


1. Tutti-Frutti /Long Tall Sally /Hound Dog / Blue Suede Shoes /Love Me Tender

2. Ternura (Somehow It Got To Be Tomorrow (Today))
3. Ligia
4. Amiga
5. Alegria, Alegria
6. Coração De Estudante

7. Olha /Você Em Minha Vida /Outra Vez /Falando Sério /Um Jeito Estúpido De Te Amar / Proposta...

8. Amazônia
9. Mucuripe
10. Desabafo
11. Rei Do Gado

12. Se Você Quer (Si Piensas Si Quieres)
13. Sua Estupidez
14. Além Do Horizonte
15. Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim
16. Jovens Tardes De Domingo

Encontrar mais DVD's de Roberto Carlos Aqui...

1993 - Mujer Pequeña



1 de outubro de 2008

Dopo L'orizzonte (Além do Horizonte)




Dopo L'orizzonte (Além do Horizonte) - 1978 
Roberto Carlos - Erasmo Carlos (C. Malgioglio)


 Dopo l'orizzonte esisterà
Qualcosa di diverso
Che pace mi darà

Lá portò incontrare la bellezza
La felicità e l'allegria
Com certezza

Come è bello poi
Spiare il tramonto
Pensare qualche volta
Che esiste il mondo

Puoi dormire in mezzo
A un grande campo
Far l'amore per terra
Ascoltando il canto dei passeri

Approfitare a non pensare alla vita
Restare imprigionata quando vuoi
Fra le mie dita

Abbronzarci tutto il corpo con premura
Gustare all'improvviso
Un'estate di frescura

Ma se tu non sei con me
Tutto perde il suo sapore
l'orizzonte cosa vale
Per noi due

Ma se tu non sei con me
Tutto perde il suo valore
Cosa vale un paradiso
Senza amore

Di là, all'orizzonte per me esisterà
Un posto tranquillo
Che pace mi dà

Lá, lá, lá, lá, lá...

Ma se tu non sei con me
Tutto perde il suo sapore
l'orizzonte cosa vale
Per noi due

Ma se tu non sei con me
Tutto perde il suo valore
Cosa vale un paradiso
Senza amore

Di là, all'orizzonte per me esisterà
Un posto tranquillo
Che pace mi dà

Lá, lá, lá, lá....

Compartilhe com seus amigos!

Related Posts with Thumbnails