30 de abril de 2009

RC Discos - Amazônia 89



Descrição: Canção de forte teor ecológico, "Amazônia" deu o pontapé inicial na divulgação deste CD, lançado originalmente em 1989. O repertório traz ainda outros grandes destaques da carreira do Rei Roberto Carlos, como "Pássaro Ferido" e uma versão em espanhol para "Smile", de Charlie Chaplin. Não deixe de conferir!

1. Amazônia (RC/EC)
2. Tolo (RC/EC)
3. O Tempo e o Vento (RC/EC)
4. Se você me esqueceu (Roberto Livi e Carlos Colla)
5. Pássaro Ferido (RC/EC)
6. Nem às paredes confesso (A. Ribeiro, F. Trindade e Max de Souza)
7. Só você não sabe (RC/EC)
8. Sonrie (Smile) (C. Chaplin, J. Turner, G. Parsons / Roberto Livi)
9. Se você pretende (Mauro Motta e Carlos Colla)

"Quanta falta de juízo; tolices fatais,
Quem desmata, Mata; não sabe o que faz..."

29 de abril de 2009

Roberto Carlos se apresenta em Jaguariúna no dia 15 de maio


Roberto Carlos será a principal atração do Jaguariúna Rodeio Festival 2009 no dia 15 de maio. O Rei fará na cidade um dos shows da turnê que comemora seus 50 anos de carreira.

Os ingressos começam a ser vendidos nessa quinta-feira. Os interessados podem encontrar bilhetes nos pontos de venda, pelo site www.ingressorapido.com.br ou ainda pelo telefone, no número (19) 3867-7000. O valor dos ingressos varia entre R$ 40 e R$ 350 e mais informações podem ser obtidas pelo site www.rodeiodejaguariuna.com.br

O rodeio de Jaguariúna vai de 7 a 23 de maio, e ainda traz artistas como Jorge & Mateus, Cláudia Leitte, Edson & Hudson, Zezé Di Camargo & Luciano, Hugo Pena & Gabriel, João Bosco & Vinícius e Victor & Leo.

Serviço:
Show Roberto Carlos - Jaguariúna Rodeo Festival 2009
Dia 15 de maio de 2009
Complexo Red Park - Jaguariúna (SP)
Av. Antártica, 1530. Bairro Sta. Úrsula. Jaguariúna (SP)
Abertura dos portões: 18h
Informações: (19) 3867-7000/ www.rodeiodeguariuna.com.br

Eduardo Lages - Coletânea

video

27 de abril de 2009

Cama y Mesa - 1981

video

Roberto Carlos quer ter um milhão de amigos virtuais, diz jornal

Que Ashton Kutcher, que nada! Quem quer bater o recorde de um milhão de amigos virtuais agora é Roberto Carlos, informa a coluna "Gente Boa", do jornal carioca "O Globo", nesta segunda-feira, 27.


De acordo com a publicação, o Rei rendeu-se à modernidade e vai criar um perfil no site de relacionamentos "Facebook" para se comunicar com os fãs.

Quer bater a marca do ator, casado com Demi Moore, que recentemente conseguiu mais de um milhão de seguidores no "Twitter".

Ainda de acordo com o jornal, o nome do perfil de Roberto no site será "Um milhão de amigos"... Aguardem!



Deseja receber novidades do Blog em seu e-mail?
- Cadastre seu email aqui -

Desenvolvido por FeedBurner

At peace in your smile (Na paz do seu sorriso)

At peace in your smile (Na paz do seu sorriso)
Roberto Carlos - Erasmo Carlos (versão: Sue Sheridan) 

At peace in your smile
I rest for a while 
And I’m happy again
The love in your eyes
Can not be denied 
And I'm happy again 

Oh! Who would have thought 
That my heart would be lost
To this angel whose smile is like heaven, heaven
And you must know somehow 
My heart is your home now
And the heaven is mine, all mine 

At peace in your smile
I rest for a while 
And I’m happy again
The love in your eyes
Can not be denied 
And I’m happy again 

Once I was a runner
A free man forever
I said that love never would find me, never
Then you came into my life 
And you brought the sunlight
To shine for me, don’t you see 

That I love the way you give yourself to me
Oh! I love the way you give your love to me
Oh! I love the way you give yourself to me
Oh! I love the way you give your love to me 

At peace in your smile
I rest for a while 
And I’m happy again
The love in your eyes
Can not be denied 
And I’m happy again 

Now you are my refugee 
The one that I run to
When smile and my whole world is heaven, heaven
You know how I need you 
And lying beside youIs where I wanna be, don’t you see 

That I love the way you give yourself to me
Oh! I love the way you give your love to me

26 de abril de 2009

Acompanhamos os bastidores do show de Roberto Carlos em Itapemirim




Rei dá início às comemorações dos 50 anos de carreira em sua terra natal:

25 de abril de 2009

Amor Perfeito (תמלשומ הבהא)

Olá Amigos leitores do Blog RC Internacional... hoje graças à particapação do amigo Delmar estamos trazendo a versão em Hebraico da canção: "Amor Perfeito" gravando pelo Rei em 1986 e que é tema do núcleo judeu ortodoxo na novela "Caras &; Bocas" da Rede Globo.

video

Amor Perfeito תמלשומ הבהא
Música: Michael Sullivan - Paulo Massadas Lincoln Olivetti - Róbson Jorge
interpretação em Hebraico: Lilaz Davidoff


Fecharei meus olhos para não ver passar o tempo
אסגור עיני כדי לא לראות הזמן עובר לו
Sinto falta de você
מרגישה בחסרונך
Anjo da guarda amor de verdade dentro do meu coração
מלאך שומר אהבת אמת בתוך לבי
Sem você eu não sei
בלעדיך לא יודעת
como viver
איך לחיות

Conto os dias, conto as horas para te ver
סופרת הימים, שעות אותך לראות
Para ficar nos seus braços
בזרועותיך להיות
Cada minuto é como um ano sem você
כל דקה היא ים של זמן בלי לראותך
Sem Você
בלעדיך

Os segundos vão passando lentamente
השניות עוברות חולפות כל כך לאט
Não tem hora para aliviar
אין שעה של רוחה
Até quando vou te amar e esperar aqui
עד מתי אותך אוהב ואחכה פה
Meu coração quer você agora
לבי רוצה אותך עכשיו
Então vêm
אז בוא

REFRÃO

Que nos seus braços esse amor é uma canção
E eu não consigo te esquecer
Cada minuto é muito tempo sem você, sem você

Eu não vou saber me acostumar, sem sua mão para me acalmar
אני לא אלמד להסתגל בלי ידך המרגיעה
Sem suas palavras doces
בלי מלותיך הרכות
Sem seu sorriso sem seu amor
בלי החיוך בלי אהבתך

Vem me tirar da solidão e colocar alegria em meu coração
בוא הוציאני מדידותי, הכנס שמחה לתוך לבי
Já não importa quem errou
כבר לא חשוב לי מי טעה
O que passou, passou
מה שהיה היה
Então vêm
אז בוא

Então vêm
אז בוא
Então vêm
אז בוא

Eu Conto os dias conto as horas para te ver
סופרת הימים, שעותאותך לראות
Para ficar nos seus braços
בזרועותיך להיות
Cada minuto é como um ano sem você
כל דקה היא ים של זמן בלי לראותך

Sem Você
בלעדיך
Então vêm
אז בוא

El progreso - 1977

video

24 de abril de 2009

O Rei em festa...

Os 50 anos de carreira de Roberto Carlos serão comemorados em grande estilo. Uma série de eventos está sendo preparada para festejar a data, como um show, além de um musical e uma grande exposição na Oca, no parque Ibirapuera, em São Paulo.

As comemorações dos 50 anos de carreira começaram em 19 de Abril em Cachoeiro de Itapemirim (ES) no dia de seu aniversário...

Agora haverá apresentações por diversas cidades do país, incluindo uma no estádio do Maracanã (RJ) e também no exterior, em países como EUA, México, Porto Rico e Argentina.

A mostra acontecerá em janeiro de 2010 e vai incluir objetos pessoais que o Rei guarda em um apartamento no Rio de Janeiro. Um calhambeque azul restaurado será um dos destaques, assim como figurinos de shows e de filmes...

Já o musical, previsto apenas para meados de 2010, será assinando pela dupla premiada Charles Möeller e Claudio Botelho.

"Gostaria de usar canções desde os primórdios (da carreira do Rei) e dar pincelados por agora (músicas mais atuais). Fazer um painel de tudo, e não apenas um caleidoscópio sem sentido" diz Möeller.

Blog RCI - Publicado em 24 de Abril de 2009 às 07:00

23 de abril de 2009

Roberto visita locais marcantes na infância

Antes de deixar Cachoeiro de Itapemirim (ES), Roberto Carlos fez questão de passar por lugares marcantes em sua infância. Segundo Guto Romano, produtor executivo dos shows do Rei, a decisão foi tomada na última hora. "Estávamos preparados para ir ao aeroporto, mas ele quis revisitar alguns lugares que foram queridos", falou.

A primeira parada foi a casa em que ele nasceu e onde morou até os 14 anos. Desde 2000, o imóvel abriga a Casa de Cultura Roberto Carlos. A portas fechadas, o Rei visitou todos os cômodos da casa durante cerca de 35 minutos. Do lado de fora, mais de cem pessoas gritavam e pediam que Roberto aparecesse à janela. O cantor apenas acenou de dentro de um dos quartos.

Na seqüencia, Roberto Carlos passou em frente às duas escolas em que estudou. No caminho, viu o local em que seu pai tinha uma oficina de relojoeiro. O cantor também tentou passar pela igreja matriz Velha, onde costumava rezar pela saúde de seu filho Dudu, mas, por conta do tumulto, desistiu da idéia.

- Agora São Paulo

e disse Roberto Carlos...

"Com ou sem crise, o que eu percebo é que o povo
continua querendo ver seus artistas."
Roberto Carlos

22 de abril de 2009

21 de abril de 2009

El Rey conmemora sus 68 años y 50 años de exitosa carrera...

El cantante popular brasileño Roberto Carlos, 'El Rey', conmemora esta semana sus 68 años y 50 de exitosa carrera con un esperado retorno a su ciudad natal, considerado por la prensa y sus admiradores como histórico y que da inicio a un ciclo especial de shows.

El Rey regresó luego de 14 años a Cachoeiro de Itapemirim, en Espirito Santo (sudeste), donde nació el 19 de abril de 1941, y llenó el domingo el estadio local de Sumaré, con una legión de seguidores que durante dos horas corearon una veintena de éxitos y hasta le cantaron "Feliz Cumpleaños".

El concierto, con el que comenzó un ciclo de presentaciones para conmemorar el 50 aniversario de su carrera, movilizó a toda la ciudad, que quería dar la bienvenida al hijo pródigo y figura indiscutible de la música brasileña con más de 100 millones de discos vendidos.

Con el simbólico y emotivo tema "El Portón", en el que canta "Yo volví, para las cosas que dejé....", Roberto Carlos abrió el multitudinario concierto, en el que derramó luego lágrimas con "Mi pequeño Cachoeiro", dedicada a su pueblo, y se emocionó al recibir en el escenario una torta de cumpleaños de su familia.

Entre otros éxitos, el 'Rey' cantó "Emociones", "Lady Laura" para su madre, "Jesús Cristo" y "Es preciso saber vivir", pero también temas olvidados hace años, como "Alô" o "Desde el fondo del corazón", y acabó lanzando rosas a exaltadas admiradoras.

Actualmente, el artista prepara la "Roberto Carlos Rock Symphony" que reunirá a roqueros nacionales, y un disco con canciones inéditas.

Roberto Carlos vai lançar CDs e DVDs especiais

Novas músicas, novo ânimo. É nesse clima de alto-astral que Roberto Carlos está preparando um disco de inéditas para o fim do ano. Segundo o empresário do Rei, Dodi Sirena, a tristeza passa longe do repertório do álbum.

— Vai ser um CD com músicas como antigamente, voltadas aos fãs, e não apenas a uma dor, a um sofrimento — explica o empresário, que adianta um pouco mais do disco: — Algumas canções já estão prontas. Várias delas feitas com Erasmo Carlos.

E como este ano é mais que especial para Roberto, que comemora seus 50 anos de carreira, os fãs ainda vão ser presenteados com mais dois CDs (e DVDs) do Rei, ambos ao vivo. O primeiro será gravado na apresentação que acontece dia 26 de maio no Teatro Municipal de São Paulo. O show vai contar com algumas das mais importantes cantoras da música brasileira, que interpretam músicas do Rei, acompanhadas do próprio.

O outro disco promete ser da pesada. Roberto vai reunir nomes do rock para um supershow no Ginásio do Ibirapuera, também em São Paulo, no dia 11 de agosto. Este já tem até nome: “Roberto Carlos rock symphony”.

— Os dois trabalhos ao vivo não devem demorar muito mais que um mês, após as gravações, para chegar às lojas — diz Sirena.

Outro projeto que o empresário garante que tem tudo para sair ainda este ano é o de um livro apenas com fotos da carreira do Rei:

— Só vai depender do Roberto dar uma olhada nas imagens e escolher. Ele gosta de participar de tudo.

Para os fãs, a má notícia é que o lançamento do CD com duetos históricos, que já está pronto e deveria chegar às lojas este ano, foi adiado. Nada que abale os súditos fiéis.

- Extra Online

Roberto Carlos para Cachoeiro...

Errou um ou dois versos, lambuzou-se de bolo, leu no teleprompter as letras que esquecia a todo momento (como de hábito), mas cantou lindamente.

Às 20h50 do último domingo, quando Roberto Carlos soltou a voz na noite estrelada de Cachoeiro de Itapemirim, até os carros dos funkeiros locais que circulam com sistemas de som envenenados pela cidade se calaram. "Eu voltei para as coisas que eu deixei", dizem os versos de O Portão, clássico de 1974 que fala do retorno do filho à casa materna após um grande período de ausência, com o qual ele abriu a noite.

O show em Cachoeiro foi único, mas não irrepetível. Cada vez que voltar a sua cidade provavelmente vai ser assim, essa espécie de ritual sanguíneo, a princípio inapreensível para forasteiros. Misto de ídolo, velho amigo e referência ética para seu público, Roberto diz que o segredo do ‘caso sério de amor'' que tem com seus seguidores é que se confunde com eles. "Gosto da mesma coisa de que o povo gosta", diz. Mas é mais do que isso.


Em sua figura, fundem-se Beatles e João Gilberto, o sacristão e o conquistador, o amante dos carangos envenenados e o inimigo dos hábitos perigosos. É o santo e o herege, o revolucionário e o conservador.

A malícia meio antiquada encoraja os muitos tímidos e revela de forma simples sentimentos secretos. "Não vá dizer meu nome sem querer à pessoa errada", diz o verso, e o velho playboy malandro de cabelo acaju abaixa a cabeça e ri quase sem jeito na plateia.

As músicas que entraram num repertório espartano por obra e graça da visita do Rei, como Meu Querido, Meu Velho, Meu Amigo, de 1979, feita para o pai, o relojoeiro Robertino, pareciam encaixar como uma luva no corolário de mensagens afetivas do artista.

O público ensaiava um coral gigantesco. Garotas de 13 anos cantavam com mães e avós em É Proibido Fumar e Namoradinha de um Amigo Meu. E como escapar à sequência de músicas de apelo erótico: Proposta, Cavalgada?... "Estrelas mudavam de lugar, chegavam mais perto só para ver".


Roberto nem de longe parecia aquela figura monolítica, cheia de manias. Cortou o cabelo, tirou os ternos de ombreiras, escolheu uma cor cinza azulada sóbria para o paletó, estava sorrindo mais e improvisando ainda mais.

Deu bolo para os músicos, para os filhos no palco. "Eu queria que sempre tivesse bolo", disse, depois de oferecer um pedaço do gigantesco doce de aniversário para uma moça anônima da plateia. Pela primeira vez em dez anos não ofereceu o show à mulher Maria Rita, morta em 1999. "Este show eu ofereço a cada habitante dessa cidade", disse.

Tudo é igual, mas tudo mudou. Pela primeira vez em décadas, Roberto disse a palavra ‘mal'' em É Preciso Saber Viver. Ele tinha banido, por superstição, o vocábulo de seu dicionário musical. Fez um show alto astral - alguns atribuíam o espírito jovial à nova namorada, que renovou o guarda-roupas e o espírito do Rei.

Roberto Carlos atravessou com extrema dignidade e uma voz incomensurável todo o lote de canções. Fechou a noite com fogos de artifício e rosas no reencontro com sua gente.

19 de abril de 2009

'Emoções' abre show de Roberto Carlos em Cachoeiro de Itapemirim

O show de Roberto Carlos começou pouco antes das 21h no estádio do Sumaré. O cantor abriu o espetáculo com a música "Emoções".

Em seguida, sob aplausos de 12 mil pessoas, ele agradeceu ao público de sua cidade natal. "Que prazer rever vocês depois de tanto tempo", disse o cantor.





Show é interrompido para o parabéns



Roberto canta 'Nossa Senhora' em show pelos 50 anos de carreira



Famosos e anônimos prestam homenagens a Roberto Carlos



Roberto Carlos - Show em Cachoeiro...


Chegada do cantor Roberto Carlos a Cachoeiro do Itapemirim, sua cidade natal para o show de abertura da turnê em comemoração dos seus 50 anos de carreira.

Foto André Coelho/Agência O Globo


Uma multidão de cerca de 400 pessoas, entre moradores e fãs, recepcionou Roberto Carlos com faixas e cartazes na chegada do cantor a Cachoeiro de Itapemirim, sua cidade natal.

O Rei chegou em um jatinho particular ao Aeroporto Municipal Raimundo de Andrade às 17h deste domingo, com uma hora de atraso com relação ao horário previsto.

No lobby do aeroporto, Roberto Carlos falou rapidamente com jornalistas e se disse muito emocionado com a recepção calorosa de seus conterrâneos:

- Para mim é uma emoção muito grande receber esse carinho. É uma questão de amor muito séria. O coração está batendo forte. É uma emoção muito grande fazer esse show aqui.

O cantou também comentou sobre os 14 anos longe dos palcos de Cachoeiro, mas disse não está há tanto tempo sem ir à cidade:

- Uma vez fui a Vitória e dei um pulinho aqui. Sempre que dá tempo, revejo os amigos. Este não será meu último show em Cachoeiro. Muitos outros virão.

Ele ainda fez brincadeiras com o título de Rei:

- Ser rei eu não sei. O que sei é cantar - afirmou.

Em seguida, o cantor deixou o aeroporto em um Honda prata, acompanhado de batedores da Guarda Municipal e do Corpo de Bombeiros, em direção ao Estádio do Sumaré, onde acontece neste domingo o primeiro show comemorativo dos 50 anos de carreira de Roberto Carlos, assim como seu aniversário de 68 anos. A apresentação está prevista para começar às 20h.




Confira as datas dos shows da turnê de Roberto Carlos

Cachoeiro do Itapemirim (ES) - 19 de abril
Caruaru (PE) - 7 de maio
Recife (PE) - 8 e 9 de maio
Aracaju (SE) - 21 de maio
Salvador (BA) - 23 de maio
São Paulo (SP) - 26 de maio ("Elas cantam Roberto Carlos")
João Pessoa (PB) - 3 de junho
Natal (RN) - 4 de junho
Fortaleza (CE) - 6 de junho
Teresina (PI) - 9 de junho
Belém (PA) - 11 de junho
Manaus (AM) - 13 de junho
Rio de Janeiro (RJ) - 11 de julho
São Paulo (SP) - 11 de agosto ("RC Rock Symphony")
Porto Alegre (RS) - 8 ou 15 de agosto
Vila Velha (ES) - 16 de agosto
São Paulo (SP) - 21, 22, 28 e 29 de agosto
Curitiba (PR) - 18 e 19 de setembro
Brasília (DF) - 17 de outubro
Belo Horizonte (MG) - 14 de novembro
São Paulo (SP) - março de 2010 ("Emoções Sertanejas")

Roberto Carlos completa 68 anos de idade e 50 de carreira

"É tão forte o seu brilhar que os seus fachos de luz iluminam milhões de corações..."

Hoje é aniversário do Rei e a data que ele escolheu para dar início à turnê que comemora suas cinco décadas de carreira


Rio - Nascia há exatos 68 anos, em Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, um homem marcado para cantar o amor. E seu sucesso foi tamanho que ele foi batizado de Rei. Mas para se tornar o artista brasileiro com o maior número de discos vendidos e maior execução em rádio, Roberto Carlos precisou deixar a terra natal na adolescência.

A Cachoeiro, ele retorna para dar início à turnê que celebra seus 50 anos de carreira, em show hoje no estádio da cidade.

Apesar de cantar desde garoto, Roberto escolheu como marco inicial os shows na Boate Plaza, em Copacabana. “Era para ele comemorar 60 anos de carreira, porque começou a cantar com 9 anos na Rádio Cachoeiro, mas preferiu deixar para trás sua atuação na Era do Rádio”, lembra o biógrafo Paulo César Araújo, autor de ‘Roberto Carlos Em Detalhes’, que ainda luta na Justiça para que o cantor libere a comercialização da obra.

“Não tenho rancor. Roberto é o maior artista da História do Brasil.”

Da alegria nos tempos da Jovem Guarda ao romantismo exacerbado nos anos 80; das dores com a morte da última mulher, Maria Rita, de câncer em 1999, e à luta contra o Transtorno Obsessivo Compulsivo na última década, qualquer coisa que envolva o Rei é assunto de interesse nacional.

“Tudo em Roberto é muito grande: na hora em que começa a cantar, parece que qualquer música foi feita para ele. Até um samba-enredo da Beija-Flor vira Roberto”, diz Eduardo Lages, maestro de sua orquestra há 30 anos.

O parceiro, amigo de fé e irmão camarada Erasmo Carlos também é só alegria com a comemoração. “Nós nos conhecemos aos 17 anos, viramos amigos e parceiros musicais. É um casamento que deu certo.”

- O Dia Online

18 de abril de 2009

Artistas criam capas inovadoras para discos de Roberto Carlos

RIO - Como parte das comemorações dos 50 anos de carreira do rei, o GLOBO convidou quatro renomados artistas gráficos para criarem capas inovadoras para discos de Roberto Carlos. Confira abaixo as criações e as explicações de Luiz Stein, Rico Lins, Ricardo Leite e Léo Eyer

Luiz Stein:

A CAPA DEFINITIVA - A imagem de RC já faz parte de um imaginário. Se alguem é um ícone, esse alguem é ele. A "persona" visual criada por ele é reconhecível mesmo sem sua fisionomia. Existe um conjunto de elementos que garante essa leitura. Sua coleção mais recente de capas revela que nossa majestade demonstra clara preferência por tonalidades (azuis), posturas e fundos. Constatado isso, resolvemos homenagear o Rei com uma capa definitiva. A capa "eterna". Uma tentativa de síntese dessas preferências. Longa vida ao Rei. Parabéns.

Ricardo Leite:

Na minha opinião um disco do Roberto Carlos não pode deixar de ter a sua foto na capa. Por se tratar da capa de um cantor popular e que tem com um trabalho baseado em grande parte na interpretação das canções, a existência de seu retrato é importante. A sua imagem facilitará o reconhecimento do artista pelos fãs, encurtando a identificação do disco, seja na loja real ou virtual.

Porém, se os elementos de identificação - sua foto em close e o fundo azul - são importantes, por outro lado deveriam existir elementos de diferenciação para que o público não confundisse um disco com o outro. Um bom exemplo é o disco onde Roberto aparece com uma pena no cabelo, que apenas por isso destaca-se entre os discos do artista.

No meu projeto, trabalho sobre uma foto inédita de Roberto, emprestada generosamente pelo Milton Montenegro, reconstruindo o seu retrato com pequenos discos. Ao longo de 50 anos de carreira foram milhões de discos comprados e ouvidos por milhões de fãs brasileiros e de diversas nacionalidades. São estes milhões de discos do Rei da música popular brasileira que melhor traduzem o artista para um registro comemorativo como este.

Seu nome está dentro do título: REI, permitindo uma segunda leitura de um RCI. Aqui peço licensa para elevá-lo a Imperador Roberto Carlos Primeiro, embora me questione: poderá existir um segundo? O futuro dirá...

Léo Eyer:

O disco escolhido foi o Roberto Carlos de 1972. Foi escolhido pelo repertório, mas principalmente pela capa. Ela é uma de minhas favoritas. A foto original é do Armando Canuto e o design da capa é do Carlos Lacerda. Como a capa é uma de minhas favoritas, decidi manter sua estrutura original, mudando o tratamento da foto e redesenhando a tipografia.

A foto foi redesenhada e transformada em alto contraste, transformando a imagem do Roberto em ícone, pois assim como Che Guevara foi o ícone da revolução cubana, Roberto foi (e ainda é) o grande ícone romântico brasileiro. Roberto, porém, é um ícone romântico e a imagem em alto contraste ficaria muito dura e distante do universo do Rei.

Por isso desenhei sombras que suavisassem a imagem e trouxessem mais profundidade à foto. A cor escolhida foi o azul (por motivos óbvios) em suas variações de tom. Para a tipografia, decidi desenhar uma letra exclusiva. O Rei não merece nada menos que isso, certo? Escolhi como base uma fonte clássica, a Avant Garde, e redesenhei todos os caracteres.

A idéia eh que as letras fossem clássicas, mas ao mesmo tempo contemporâneas, mostrando que a capa foi redesenhada, mas ainda mantém vínculos com o projeto original.

Rico Lins:

RC é ® e é ©, é marca registrada e é copyright, é o rei do iê-iê-iê, do para-choque e da cavalgada, da canção de amor e da indústria do disco. Se o Elvis pop empunha um revolver, esta capa seria uma boa resposta do nosso rei do pop.

Fonte: O Globo.com

Detalhes - 1981

video

Agora só falta Roberto Carlos...

17 de abril de 2009

Cidade natal de Roberto Carlos se prepara para o show do Rei...

Os últimos dias têm sido de expectativa em Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Espírito Santo. A cidade natal de Roberto Carlos é um orgulho só. Há 14 anos, ele não se apresenta por lá. Por todo lado, há gente lembrando dos 50 anos de carreira do rei.

Não é loja de disco, é sapataria, mas o dono é fã de carteirinha. Música, para ele, é pura inspiração. “É gostoso ouvir Roberto Carlos. São muitas emoções”, diz o comerciante José Scandiane...

E bota emoção nisso. O casal comemora 30 anos de casamento. “A gente só namorava ouvindo Roberto Carlos”, lembra a comerciante Marinete Malheiros.

O show vai acontecer em um estádio. Os bombeiros recomendaram algumas obras por questão de segurança. Só que há menos de um mês, parte da arquibancada cedeu com as últimas chuvas, e um mutirão foi formado para consertar tudo a tempo.

Tem obra na calçada que leva à casa que Roberto Carlos nasceu. Lá, a turista mineira Alda Bauer, de 89 anos, se encanta, mesmo com a casa praticamente vazia. “Se a pessoa vem aqui com o objetivo de sentir a presença dele, emociona bastante”, diz.

A cidade é pura emoção. “Isso é um presente para nós”, aponta uma moradora.

Fonte: G1




16 de abril de 2009

Volver - 1989

video

Show de Roberto Carlos em Cachoeiro de Itapemirim terá sete minutos de fogos

O show de Roberto Carlos em Cachoeiro de Itapemirim, sua terra natal, terá queima de fogos de sete minutos. De acordo com Mônica Bergamo da "Folha de S. Paulo", serão 2700 bombas nas cores dourada, prateada, branca e azul, vindas da China.

O Rei comemora em 2009 50 anos de carreira.

Fonte: ego.com

Pesquisar mais de Roberto Carlos...

15 de abril de 2009

Casseta e Planeta brinca de Roberto Carlos em Cachoeirro

Cachoeiro teve uma tarde de uma agitação. Nesta terça-feira (15), a presença da equipe do programa da Rede Globo Casseta e Planeta fez muita gente parar as atividades para acompanhar a gravação. Hubert, um dos humoristas do grupo, circulou pela cidade caracterizado de Roberto Carlos.

A caracterização é tão real que muita gente acreditou que estava diante do Rei. Já na porta do hotel o assédio foi grande. A dona de casa Selma Oliveira chegou perto e apertou a mão do artista. "Era Roberto Carlos, tenho certeza. Era meu sonho falar com ele. Tenho que chegar em casa e contar para minha família".

Logo uma multidão de formou em volta do suposto Roberto Carlos. O calhambeque amarelo usado nas gravações despertou ainda mais a curiosidade do público. Hubert entrou em uma loja de instrumentos musicais e posou para fotos com os fãs. "Acho que foi uma surpresa para todo mundo. Esse show realmente significa muito para a cidade", disse o vendedor da loja Wanderson Pereira.

A equipe do Casseta e Planeta parou em um açougue para fazer as gravações. O bom humor contagiou os funcionários que se renderam às brincadeiras, com direito à paródia com a música "Meu Pequeno Cachoeiro". "É muito bom receber o Gravação do programa humorístico do Casseta e Planeta em Cachoeiro", afirma o dono do estabelecimento, Evaldo Vargas.

Muita gente que passava pelo local parou para ver as gravações. Alguns que assistiam à performance do humorista viraram personagens também. O motorista Leandro Freitas contracenou com o artista. "Por Roberto Carlos vale tudo", explica.

O personagem "Roberto Carlos" está na lista de imitações do Casseta e Planeta há anos. "Fico à vontade para fazer o Roberto porque já acostumei. Faço aquela risadinha tradicional, falo das emoções e a caracterização ajuda muito", conta Hubert.

O artista disse esta era a melhor semana para gravar o programa, já que previram que a cidade estaria bastante ansiosa. "A gente sabia que iria encontrar os fãs na expectativa".

Por conta da chuva, algumas cenas não puderam ser gravadas. A equipe retoma os trabalhos amanhã (16). O programa vai ao ar na terça-feira, dia 21, na Rede Globo...

Fonte: Gazeta Online

Pesquisar mais de Roberto Carlos...

Renato Aragão homenageia Roberto Carlos


Num programa especial, Renato Aragão se fantasia de Roberto Carlos e joga flores para a plateia. Coincidentemente, a atração vai ao ar no dia do aniversário do Rei, 19 de abril. A Turma está sob o comando de Jayme Monjardim, que assumiu a direção de núcleo do humorístico.

Fonte: OFuxico

14 de abril de 2009

Roberto Carlos... 50 Anos


Na boate Plaza, o começo
"Guardo poucas coisas daquela época, pois não pensava que um dia elas pudessem ter algum valor. Não há quase nenhum registro deste meu primeiro show na boate Plaza, em Copacaba."

Outra profissão
"Nunca senti vontade de desistir da carreira. Desde a primeira vez em que cantei no rádio, aos nove anos, eu sabia que queria ser cantor e não médico, como era o desejo da minha mãe."

Momentos difíceis
"Enfrentei fases difíceis na vida, como qualquer pessoa, mas prefiro me lembrar das coisas boas que me marcaram, como a Jovem Guarda, o meu primeiro disco e minha vitória no Festival de San Remo, em 1968."

Crise econômica
"Não sei se o efeito é tão grande como andam dizendo. Com ou sem
crise, o que eu percebo é que o povo continua querendo ver seus
artistas".

Álbum de inéditas

"Quero muito lançar um disco de músicas novas ainda este ano. Estou trabalhando muito nisso, neste momento para ser sincero. Estou compondo com Erasmo Carlos e as novas canções vão falar do que eu sempre falei: do amor. O amor é a coisa mais importante que existe. Estou procurando falar do amor de uma maneira que eu ainda não falei."

Repertório da turnê
"Ainda não sei o que iremos mostrar nestes shows. As canções estão sendo escolhidas."

Balanço da carreira
"É muito difícil falar destes 50 anos, eu precisaria de duas horas para pensar antes. Só sei que sinto uma alegria muito grande por tudo que me aconteceu neste período e pelas pessoas que têm me dado amor. Sou muito agradecido a Deus e às pessoas que me ajudaram."

Primeira música
"A primeira canção que apresentei em público foi o bolero Amor e más Amor, aos nove anos, na Rádio Cachoeiro do Itapemirim. Eu gostava muito de cantar em espanhol quando era menino, eu achava chique".

Gravações antigas
"Faço muitas críticas à minha performance quando jovem. Ouço as coisas do início de carreira e acho engraçadas. Se fosse cantá-las hoje, faria de outra maneira."

Alta? Ainda não.
"Eu ainda estou em tratamento do Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC); não me dei alta. Quando me der, talvez eu cante esta música aí." (A música é Quero Que Vá tudo pro Inferno.)

Parceria com Erasmo
"Nós continuamos a trabalhar do mesmo jeito. Um começa uma música e o outro termina. Com o passar do tempo, a gente demora mais para compor. Antes nós fazíamos uma música em duas horas, agora precisamos de três semanas. A autocrítica aumentou muito, hoje existe a preocupação de fazer melhor que antes".

Biografia censurada
"Eu já demonstrei de todas as maneiras que pude e posso que não concordo com a minha biografia (o livro Roberto Carlos em Detalhes, escrito em 2006 por Paulo César Araújo). Penso em narrar a minha história para que um jornalista escreva a minha biografia, que não deve ser uma autobiografia, pois vou apenas colaborar. Eu vou contar minha vida e este jornalista irá fazer a pesquisa."

Pesquisar mais de Roberto Carlos...

10 de abril de 2009

We are the world - 1985

video


We are the world - 1985 - ("Nós Somos O Mundo")


There comes a time when we hear a certain call
Chega um momento quando ouvimos um certo chamado,

When the world must come together as one
Quando o mundo deve unir-se como um único.

There are people dying
Existem pessoas morrendo,

Oh, and it's time to lend a hand to life
E é hora de dar uma mão para a vida,

The greatest gift of all
A dádiva mais importante de todas.

We can't go on pretending day by day
Nós não podemos continuar fingindo dia após dia,

That someone, somewhere will soon make a change
Que alguém, em algum lugar, logo causará uma mudança.

We're all a part of God's great big family
Nós somos todos uma parte da grande família de Deus,

And the truth you know love is all we need
E a verdade você sabe, amor é tudo que precisamos.

We are the world, we are the children
Nós somos o mundo, nós somos as crianças,

We are the ones who make a brighter day so let's start giving
Nós somos aqueles que fazem um dia mais resplandecente então vamos começar a doar.

There's a choice we're making
Há uma escolha que estamos fazendo,

We're saving our own lives
Estamos salvando nossas próprias vidas.

It's true we'll make a better day
É verdade, nós faremos um dia melhor,

Just you and me
Só você e eu.

Well, send them your heart
Bem, envie-lhes seu coração

So they know that someone cares
Para que eles saibam que alguém se importa,

And their lives will be stronger and free
E suas vidas serão mais fortes e livres.

As God has shown us
Conforme Deus nos mostrou

By turning stones to bread
Ao transformar pedras em pão,

And so we all must lend a helping hand
E assim nós todos devemos "dar uma mão" de ajuda.

When you're down and out
Quando você está pra baixo e incapacitado,

There seems no hope at all
Parece não haver esperança nenhuma.

But if you just believe
Mas se você apenas acreditar

There's no way we can fall
Não há modo que possamos cair.

Well, well, well, let's realize
Bem, bem, bem, vamos nos conscientizar

That one change can only come
Que uma mudança somente pode surgir

When we stand together as one
Quando estivermos unidos como um único.

Compartilhe com seus amigos!

Related Posts with Thumbnails