31 de julho de 2009

Música do Rei na próxima novela das oito

Fãs de Roberto Carlos já podem se preparar. O cantor prometeu uma música inédita para a nova novela das oito, “Viver a vida”, do autor Manoel Carlos, que substituirá “Caminho das Índias”.

Segundo a coluna Gente Boa, do jornal “O Globo”, o Rei deve compor uma canção especialmente para o folhetim que terá a atriz Taís Araújo como protagonista, na pele de Helena. A novela tem previsão de estreia para setembro.

Coluna Quem

29 de julho de 2009

Não vou ficar - 1971

video

26 de julho de 2009

Análise Poética nº 18 “De Tanto Amor”

Vou chorar mais uma vez, quando olhar nos olhos seus... Nos olhos seus...

De Tanto Amor
Roberto Carlos; Erasmo Carlos

Ah! Eu vim aqui, amor/ Só pra me despedir/ E as últimas palavras/ Desse nosso amor/ Você vai ter que ouvir

A solidão, a conciencia de que não existe mais chance de nada, faz com que ele (ou ela) se humilhe ao máximo por um resto de atenção, antes do fim.

Me perdi de tanto amor/ Ah! Eu enlouqueci/ Ninguém podia amar assim/ E eu amei e devo confessar/ Ai foi que eu errei

Ele tenta explicar quase desesperadamente o que aconteceu. Porque ele se perdeu nesse amor. Ele 'exagerou' e por isso errou...

Vou te olhar mais uma vez/ Na hora de dizer adeus/ Vou chorar mais uma vez/ Quando olhar nos olhos seus/ Nos olhos seus...

A agonia de olhar novamente a amada, de se despedir, de ter de encarar toda a história de amor, e o seu final, e por fim olhar nos olhos dela é demais para ele. Chorar é inevitavél...

A saudade vai chegar/ E, por favor, meu bem/ Me deixe pelo menos só te ver passar/ Eu nada vou dizer/ Perdoa se eu chorar...

No dia em que ele de novo sentir falta de todo esse amor, sabe que será ainda mais difícil que nessa despedida. Ele se humilha mais ainda... "Me deixe pelo menos só te ver passar". Isso já é o suficiente para sobreviver... Ele não vai dizer nada... Mas sabe que as lagrimas vão rolar... E pede perdão por isso...

A Próxima Música é: Amigo

- Diego Bachini Lima é estudante, fã de Roberto Carlos (no Brasil) e Bee Gees (no exterior); colunista semanal do Blog Roberto Carlos Internacional, e esteve muito ocupado, tendo que tirar umas férias das análises. Agora as análises passaram a ser mensais.

24 de julho de 2009

RC Discos - Apocalipse 86

Recordando os Discos de Roberto Carlos...

Descrição: Sempre romântico, Roberto gravou em 1986 este disco, do qual se destaca "Apocalipse", canção de forte apelo dramático. Além dela, o repertório apresenta as belíssimas "Amor Perfeito", "Quando Vi Você Passar", "O Nosso Amor", "Eu Quero Voltar Pra Você" e muito mais. Um CD fantástico que não pode ficar fora de sua coleção. Vale a pena conferir!

1. Apocalipse (RC/EC)
2. Do fundo do meu coração (RC/EC)
3. Amor perfeito (M.Sullivan / P.Massadas / L.Olivetti / R.Jorge)
4. Quando vi você passar (Mauro Motta - Isolda)
5. Eu sem você (Maurício Duboc - Carlos Colla)
6. Nêga (RC/EC)
7. O nosso amor (RC/EC)
8. Tente viver sem mim (M.Motta - R.Jorge - L.Olivetti)
9. Aquela casa simples (RC/EC)
10. Eu quero voltar pra você (Eduardo Lages - Paulo Sérgio Valle)

"O apelo dramático do eterno romântico..."

22 de julho de 2009

18 de julho de 2009

15 músicas essenciais de Roberto Carlos

Um dos primeiros ídolos jovens do Brasil, Roberto Carlos comemora 50 anos de carreira em 2009. Sua voz foi ouvida publicamente pela primeira vez em uma manhã de domingo em outubro de 1950, em um programa de rádio em sua cidade natal, Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo. Mas foi quase uma década depois que ele começou a conquistar os ouvidos do público e da crítica, em canções que falavam principalmente sobre sentimentos.

Os temas românticos ficam ainda mais presentes nas composições do Rei nos anos 70. Assim como a religiosidade, outro assunto tratado com seriedade pelo cantor, a natureza também marca presença em sua obra. O protesto ecológico, por exemplo, ganha voz em "Amazônia", incluída no álbum de 1989 cuja capa mostra o artista usando uma pena nos cabelos.

Listamos aqui 15 músicas consideradas essenciais na obra de Roberto Carlos. A seleção não foi baseada em critérios técnicos, mas sim relacionadas a fatos marcantes da trajetória do Rei e ao alto teor de "groove" feito à base de teclados e guitarras até hoje inconfundíveis.

Confira os nomes das faixas e algumas curiosidades:

Parei na contramão (1963)
É a primeira composição de Roberto Carlos e Erasmo juntos e também a estreia do cantor no tema velocidade, assunto que seria bastante abordado em sua obra nos anos seguintes.

“É proibido fumar” (1964)
Faz parte do terceiro disco de Roberto Carlos, com o mesmo nome. Nessa época, o Rei passou a dirigir as próprias gravações, escolhendo os músicos que tocariam com ele.

“Quero que vá tudo pro inferno” (1965)
A música nasceu numa noite fria de junho de 1965, em Osasco, nos bastidores do cinema Rex, onde Roberto participaria de um show com outros artistas da música jovem da época.

“Namoradinha de um amigo meu” (1966)
Composta inicialmente para os Beatniks, banda de palco do programa "Jovem Guarda", a música foi prometida por Roberto Carlos para ser o primeiro single do grupo. No entanto, o empresário do cantor na época achou o tema provocador e decidiu incluir a faixa no nono álbum de Roberto.

“Se você pensa” (1968)
Na letra, Roberto diz: "Daqui pra frente, tudo vai ser diferente / você tem que aprender a ser gente / e o seu orgulho não vale nada". O desabafo dispensa apresentações.

“Não vou ficar” (1969)
Além de escrever suas próprias canções, o Rei também fez algumas versões que se tornaram muito famosas em sua voz. Esta é cortesia de Tim Maia, que foi seu companheiro no conjunto Os Sputniks no final dos anos 50.

“Todos estão surdos” (1971)
Composta em parceria com Erasmo Carlos, a música - regravada por Chico Science e a Nação Zumbi - encerra a fase rock-soul de Roberto. Aqui ele expõe ideias de religiosidade, tema que apareceria mais tarde em canções como "Jesus Cristo".

“Você não serve pra mim” (1967)
A composição é de Renato Barros, um dos fundadores do grupo Renato e seus Blue Caps, do qual Erasmo Carlos fez parte no início dos anos 60. A banda acompanhou Roberto Carlos nas gravações de “Splish splash” e “Parei na contramão”.

“Eu te amo, te amo, te amo” (1968)
"Cartas já não adiantam mais / quero ouvir a sua voz", diz a letra da música composta por Roberto em parceria com Erasmo Carlos. É considerada uma das maiores canções de amor da dupla.

“Como dois e dois” (1971)
Caetano Veloso, autor da canção, conheceu Roberto Carlos pessoalmente na época do exílio, quando morava fora do Brasil. De Roberto, Caê gravou "Debaixo dos caracois dos seus cabelos".

“As curvas da estrada de Santos” (1969)

Lançada em disco em 1969, a música foi interpretada por Elis Regina no Canecão em 1970. Erasmo Carlos foi conferir chorou de emoção. O fato marcou o fim da rivalidade entre artistas da Jovem Guarda e da chamada MPB.

“Sua estupidez” (1969)
Mais uma canção romântica assinada pela dupla Roberto e Erasmo Carlos, a música fez sucesso na voz de Gal Costa.

“Detalhes” (1971)
Verdadeiro clássico do cancioneiro de Roberto e Erasmo Carlos, a canção, reza a lenda, foi feita para Magda Fonseca, namorada de Roberto na época.

“As canções que você fez pra mim” (1968)
Incluída no repertório do álbum "O inimitável", a música foi inspirada em um caso do amigo e companheiro de banda Dedé, que fora dispensado pela namorada, a cantora Martinha. Segundo relatos, ela ficou sensibilizada, mas não voltou atrás.

“Amigo” (1977)
Canção feita por Roberto em homenagem ao parceiro Erasmo Carlos. A letra foi escrita na noite de aniversário do Rei e concluída num hotel em Los Angeles. A gravação marcou os 10 anos da retomada da amizade entre os dois músicos.


- Globo.com -

17 de julho de 2009

13 de julho de 2009

'Reporter' no Maracanã! Diego Bachini Lima - RC 50 anos



Diego Bachini Lima esteve no Maracanã no incrivél show de Roberto Carlos no dia 11/07/2009, e gravou o início do show das cadeiras azuis. A emoção foi muito grande.

-Eu fui as lagrimas 3 vezes, nunca vou esquecer esse momento.

Diego em breve volta com a sua coluna 'Análise Poética' que vai passar a ser mensal.

12 de julho de 2009

Roberto Carlos emociona 68 mil pessoas no Maracanã

Um dos momentos mais emocionantes no show de 50 anos de carreira de Roberto Carlos: após receber o amigo e parceiro Erasmo Carlos no palco do Maracanã, os dois choram juntos ao cantarem "Amigo".

Imagens mostram público e palco iluminados para o show de 50 anos de carreira do Rei


Espetáculo de som e luz: na foto, o palco do show de 50 anos de Roberto Carlos e parte da área destinada aos súditos do Rei.

Luzes e cores para celebrar os 50 anos de carreira de Roberto Carlos .


Roberto Carlos chora, mas não perde o fôlego no Maracanã

Cantor comemorou 50 anos de carreira com show de 2h30.
Dueto com Erasmo Carlos em 'Amigo' levou o Rei às lágrimas.

Aos 50 anos de carreira, Roberto Carlos esbanjou fôlego em um show de quase duas horas e meia no Maracanã. A apresentação histórica - inédita no estádio e uma das maiores da carreira do Rei - foi presenciada por um público estimado em 68 mil pessoas.

O espetáculo começou às 21h40 com "Como é grande o meu amor por você", em versão instrumental acompanhada em coro pelo público, e terminou com "Jesus Cristo", a tradicional entrega de rosas para os fãs e uma queima de fogos.

Na última parte do show, o Rei recebeu no palco o parceiro musical e companheiro de longa data Erasmo Carlos. No dueto de "Amigo", os dois se emocionaram e, chorando, tiveram dificuldades em cantar trechos da música.

Uma forte chuva que começou a cair por volta das 22h45 fez com que a apresentação fosse interrompida por cerca de 10 minutos. À procura de abrigo, fãs esvaziaram algumas cadeiras da pista e das arquibancadas. Outros chegaram a deixar o estádio.

Confira a seguir o repertório completo da apresentação:

- Como é grande o meu amor por você (introdução)
- Emoções
- Eu te amo, te amo, te amo
- Além do horizonte
- Amor perfeito
- Detalhes
- Outra vez
- Aquela casa simples
- Meu querido, meu velho, meu amigo
- Lady Laura
- Nossa Senhora
- Mulher pequena
- O Calhambeque
- Caminhoneiro
- Do fundo do meu coração
- Proposta
- Seu corpo
- Os seus botões
- Café da manhã
- Cavalgada
- Amigo
- Sentado à beira do caminho
- Ternura
- Eu sou terrível
- É proibido fumar
- Namoradinha de um amigo meu
- Quando
- E por isso estou aqui
- Jovens tardes de domingo
- Como é grande o meu amor por você (reprise)
- É preciso saber viver
- Jesus Cristo

- Globo.com

11 de julho de 2009

Fãs entram no Maracanã para show de Roberto Carlos

Fãs fazem fila para entrar no show de Roberto Carlos no Maracanã. Os portões foram abertos por volta das 18h10 deste sábado (11). A apresentação terá transmissão da TV Globo.

10 de julho de 2009

Roberto Carlos no Globo Repórter

Na estrada com o Rei Roberto Carlos

A turnê dos 50 anos de carreira passa por 18 cidades. Ao longo de um ano, 70 toneladas de equipamentos percorrerão 42 mil quilômetros. Por onde passa o cantor mostra que tem uma legião de fãs.



Roberto Carlos: na vida e no palco

Sobre alegrias e sofrimentos íntimos, Roberto não gosta de falar. Mas, no palco, ele já chorou a dor da perda do grande amor. Esse jeito de ser na vida e no palco faz dele um ídolo muito próximo.



Roberto Carlos e as rosas

Rosas sem espinhos. Esse é o presente de um ídolo apaixonado pelas fãs. Ao final do espetáculo, um beijo completa o presente que Roberto atira ao público.



Roberto Carlos no Jornal Nacional - Ao Vivo

Momentos de RC cantando 'Emoções'

video

9 de julho de 2009

Show de Roberto Carlos no Maracanã terá novidades no repertório

O Rei Roberto Carlos promete surpresas do fundo do baú para os 68 mil súditos que vão lotar o estádio do Maracanã neste sábado à noite para comemorar seus 50 anos de carreira. No megashow - que será transmitido ao vivo e na íntegra pela TV Globo logo após a novela "Caminho das Índias" -, o artista vai cantar músicas de seu repertório que não executa há anos em suas apresentações. Entre as novidades, estão "Quando", do disco "Roberto Carlos em ritmo de aventura" (1967) e "Do fundo do meu coração", do seu tradicional álbum anual de 1986.

- É um show inédito. Roberto canta músicas que não executava há muito tempo. Estou com ele há 31 anos e é a primeira vez que o Rei as inclui numa apresentação. 'Do fundo do meu coração', por exemplo, é uma música linda, apesar de triste - adiantou o maestro Eduardo Lages, que comanda os 38 músicos da orquestra de Roberto Carlos.

A inclusão dessas músicas no megashow que já vem sendo apresentado desde o início do ano por cidades do Nordeste fez com que Lages precisasse escrever o arranjo delas. Com isso, foram necessários ensaios específicos para o show do Maracanã. Foram quatro encontros no estúdio Amigo, na Urca, de propriedade do Rei. No dia do show haverá um ensaio/passagem de som no Maracanã.

- Roberto fará no palco uma releitura de todo seu repertório de 50 anos em uma hora e quarenta minutos de show - explicou o maestro.


Na segunda-feira, quem deu as caras no Amigo foi Erasmo Carlos. Num clima descontraído, eles ensaiaram a canção "Sentado à beira do caminho". No dia seguinte foi a vez de Wanderléa, outra convidada especial do show do Maracanã. Com ela, Roberto cantará "Ternura". Estão no "set list" do show, como não poderia deixar de ser, os sucessos "Emoções", "Detalhes", "Café da manhã", "Jesus Cristo", "É preciso saber viver" e "Como é grande o meu amor por você".

Segundo o maestro Eduardo Lages, o Rei está "nervoso" com a apresentação:

- Roberto está muito animado e nervoso. Mas um nervosismo no sentido de fazer o melhor possível, de empenho total. O Maracanã tem um charme especial. Ele já se apresentou em grandes estádios, como o Morumbi e o Pacaembu, por exemplo, mas nunca no Maracanã. Acho até que ele nunca pisou lá antes - entregou o maestro, que já esteve no templo do futebol se apresentando em shows da chegada do Papai Noel e em jogos do Flamengo, seu time do coração.

Roberto vai chegar ao palco gigantesco - em forma de concha e com 500 m² - armado na região do gol dentro de um calhambeque. Para ninguém perder um detalhe, haverá um telão no fundo do cenário e outros dois nas laterais.

Para os súditos sem ingresso, a saída é conferir tudo pela TV. A Globo promete uma superprodução à altura do Rei. Serão 15 câmeras, com direito a imagens aéreas do Globocop e em alta-definição. A direção do show na TV é de Roberto Talma, à frente dos especiais do Rei há 34 anos. São muito grandes as chances de o show no Maracanã virar um DVD comemorativo aos 50 anos de carreira do cantor.

Uma homenagem a Michael Jackson - morto no dia 25 de junho de parada cardíaca em Los Angeles - não está descartada, mas segundo pessoas próximas ao Rei, não deve acontecer.

- Não é do feitio dele esse tipo de homenagem - entregou uma fonte que pediu para não ser identificada.

No camarim de Roberto Carlos, nada de excentricidades comuns aos shows das grandes estrelas da música. O Rei só não abre mão de frutas, muita água mineral e flores para decoração. Mas 12 dúzias de rosas vermelhas e 3 das brancas - sem espinhos - são lançados para os fãs.

Após o show, o Rei deve receber em seu espaço reservado alguns dos muitas personalidades que vão conferir a apresentação da área vip armada pela TV Globo. Estão confirmadas as presenças de Cauã Reymond, Susana Vieira, Lázaro Ramos, Deborah Secco, Cláudia Rodrigues, Natália Dill, Mauro Mendonça, Camila Pitanga, Deborah Colker, Juliana Paes, Mariana Ximenes, Zeca Camargo, Nana Caymmi, Alcione, Rosemary e o prefeito do Rio, Eduardo Paes.


- O Globo Online




O cantor vai comemorar os 50 anos de carreira com um show no Maracanã. Erasmo Carlos e Ivete Sangalo cantam os sucessos do Rei que mais gostam.

O Estilo Roberto Carlos

Além de ídolo da música, o Rei também foi um lançador de moda...

Época da Jovem Guarda, abusando das cores e adotando o medalhão.

Na onda dos hippies, plumas, bordados e peito aberto.

O Rei na fase rosa, apostando na alta-costura à la Dener.

Anos 70, chega o azul, o cinturão, a cacharel, o colete e o Jeans.

O branco marca a fase romântica, e o medalhão persiste no peito

Revista Contigo!

A Grande Família (com Roberto Carlos)

video

8 de julho de 2009

Roberto Carlos no Globo Repórter

Roberto Carlos fala sobre música, futebol e amor em entrevista exclusiva a Sérgio Chapelin...

Na véspera do show que celebra os 50 anos de carreira de Roberto Carlos, no Rio de Janeiro, o 'Globo Repórter' exibe um especial sobre a vida do cantor. O programa desta sexta-feira, dia 10, conta a história do ídolo - desde a infância até os dias de hoje -, e revela cenas inéditas das comemorações que foram iniciadas em Cachoeiro de Itapemirim, terra natal de Roberto.

No Rio Grande do Norte, a repórter Graziela Azevedo acompanha a apresentação que o Rei fez para os fãs de Natal. O 'Globo Repórter’ também mostra o encontro de Sérgio Chapelin com Roberto. Na entrevista exclusiva, o cantor fala de amor, de futebol e faz até uma lista de suas músicas preferidas.

O show de Roberto Carlos no Maracanã será transmitido pela Rede Globo neste sábado, dia 11, logo após 'Caminho das Índias'. Um pouco antes, o 'Jornal Nacional' vai entrar ao vivo, direto do estádio, para mostrar a movimentação em torno da festa. Durante a programação de sábado, flashes registrarão a movimentação e os últimos preparativos para o show.

Na véspera, o 'Jornal Nacional' apresenta uma reportagem especial com todos os detalhes do espetáculo. E o 'Jornal da Globo' exibe entrevista de Geneton Moraes Neto com Erasmo Carlos, grande parceiro de Roberto nestas cinco décadas de carreira.

Durante toda a semana, o 'Jornal Hoje' e o telejornal local 'RJTV' apresentam séries de reportagens em homenagem ao cantor. No 'Jornal Hoje', os repórteres vão mostrar como Roberto tem forte influência atualmente sobre o jovens, seja no modo de vestir, no comportamento e nas gírias. Os clássicos do Rei, por exemplo, foram regravados por bandas como Skank, Jota Quest, Chiclete com Banana, entre outros, e conquistaram as pistas e um novo público. Já o ‘RJTV’ apresenta, de segunda a sábado, a série "Roberto e Rio".

As matérias mostrarão os bairros em que Robertou viveu, os grandes shows na cidade, a história da turma da Tijuca, os "covers" e a paixão dos fãs. No domingo, dia 12, o 'Fantástico' exibe reportagem especial com cobertura completa do show que marcará a semana dos 50 anos de carreira do ídolo.

6 de julho de 2009

3 de julho de 2009

Joias em homenagem a Roberto Carlos

Amsterdam Sauer lança coleção Emoções, em comemoração aos 50 anos de carreira do Rei.

Os cinqüenta anos de carreira de Roberto Carlos serão marcados por uma linha exclusiva de joias, criada pela Amsterdam Sauer. A Coleção "Emoções" será lançada em 11 de julho, mesma data do show histórico que o Rei fará no Maracanã, cujos ingressos já estão esgotados.

São três colares feitos em ouro 18k e diamantes: o Colar Rosa reproduz de forma artística a silhueta de uma flor, inspirada nas rosas que o artista distribui tradicionalmente em seus shows. O Colar Por Você exibe a mesma flor, em maiores dimensões, acompanhada da frase "Como é Grande o Meu Amor Por Você", título de uma das mais conhecidas canções de Roberto.

Completa a coleção o Colar Emoções, inspirado nos medalhões que o Rei adora, com a palavra Emoções gravada de diferentes formas, intercaladas por corações vazados.


O projeto, cujas jóias são repletas de romantismo, contou com a participação ativa de Roberto no processo criativo, aprovando os desenhos das peças e sugerindo alterações. Também passaram pelo crivo do artista todos os materiais promocionais, certificados e até as embalagens, desenvolvidas especialmente para a coleção.

Colar Emoções: R$ 4.080,00*
Colar Por Você: R$ 2.376,60*
Colar Rosa: R$ 1.020,00*

*Preço Atual - 03 de Julho


Saiba mais...

- Portal Jóia (www.joiabr.com.br) - Acesse e confira outras novidades...

2 de julho de 2009

Sony vai lançar DVD "Elas Cantam Roberto"

Aproveitando o "corte" artístico que a Globo fez no especial Elas Cantam Roberto, que deixou de fora nomes como Marina Lima, Paula Toller, Adriana Calcanhotto, Rosemary e Mart'nlia, vem a o DVD com o show completo do rei.

No, no produto da Globo Marcas, e sim da Sony Music, gravadora de Roberto Carlos. Com lançamento previsto para julho, o DVD promete acabar com a polêmica trazendo o show na íntegra.

A edição do espetáculo feita pela Globo causou confução. Das 20 cantoras que se apresentaram no Theatro Municipal, a Rede Globo cortou seis afirmando se tratar de uma "decisão artística". No entanto, Ivete Sangalo apareceu cantando duas músicas na atraçao.

Marina Lima e Adriana Calcanhotto se irritaram, assim como Roberto, que não escondeu seu descontentamento. Em seu blog, Zizi Possi, que participou do show ao lado da filha, Luiza, chegou a dizer que o especial exibido pela emissora lhe causou "susto e frustração".

Elas Cantam Roberto sair ainda em CD. O show de rock em homenagem ao rei, que vai ser no dia 23 de setembro, no Ibirapuera, também ser lançado em DVD pela Sony...

Portal Clube do Rei

É Hoje: Roberto Carlos em "A Grande Família"...


Que a Dona Nenê de A Grande Família é uma fã confessa de Roberto Carlos já era de se esperar. Mas a participação do cantor no episódio da série que será exibido pela Rede Globo hoje, dia 2 de julho, mostrou que o elenco também é formado por verdadeiros súditos no Rei.

- Acho que não tem outro poeta que represente melhor o romântico. Ele passa uma emoção, um sentimento. Essa participação dele foi um presente para a vida toda. Acho que eu não soube interpretar. Era o Beiçola e o Marcos ali. Fiquei sem saber o que fazer - confessa o ator Marcos Oliveira.

No episódio, Marilda (Marieta Severo) e Beiçola (Marcos Oliveira) estavam aos prantos, Gina (Natália Lage) e Tuco (Lúcio Mauro Filho) no maior love e Bebel (Guta Stresser) cantando em coro com o Rei. Na gravação, Roberto Carlos deu show de simpatia, repetindo canções com bom humor, e se mostrou tão fã de A Grande Família quanto o elenco é dele.

- Quero vocês sempre na platéia. Fiquei muito emocionado porque sou muito fã do programa e assisto sempre - entregou o Rei, que quase chorou no palco.

Andréa Beltrão não perdeu a oportunidade de tirar fotos e também não guardou nenhuma lágrima. Já Tonico Pereira, intérprete do Mendonça, não se fez de rogado e tietou mesmo o cantor.

- As músicas dele marcaram a vida de todas as pessoas que tem 60 anos, como eu. Trouxe até um disco que minha mulher pediu para ele autografar - contou o ator.

As gravações tiveram um clima bastante familiar. O diretor Maurício Farias conhece o cantor desde pequeno quando seu pai, Roberto Farias, dirigiu Roberto Carlos nos filmes "Roberto Carlos a 300 Quilômetros Por Hora" (1971) e "Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa" (1968).

Segundo Roberto, o mais difícil para ele foi gravar as cenas com o elenco no camarim. Para ele, a vontade de rir das piadas era mais forte. O que demostra a simplicidade do cantor, resumida por Pedro Cardoso, o intérprete de Agostinho:

- Acho que ele é um grande artista porque é muito sincero, ele organiza o afeto do provo brasileiro. Esperar que ele gostasse de nós é um presente que jamais poderia imaginar.

- Globo.com



1 de julho de 2009

Globo exibe Especial Roberto Carlos - 50 anos


Para comemorar os 50 anos de carreira, Roberto Carlos vai se apresentar no próximo dia 11, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Cerca de 60 mil pessoas são esperadas pelo Rei. A TV Globo transmitirá o show ao vivo, logo após 'Caminho das Índias'.

Roberto receberá convidados especiais, como Wanderléia e Erasmo Carlos, que fizeram parte da trajetória musical do cantor desde o início da carreira. “Detalhes”, “É preciso saber viver” e “Como é grande o meu amor por você” estão entre as músicas do repertório.

Para que o telespectador não perca nenhum detalhe, 15 câmeras estarão estrategicamente posicionadas no estádio. Uma câmera mostrará imagens de fora do Maracanã e o Globocop também ajudará na cobertura do evento.

O cantor vai se apresentar em um palco de 500 metros quadrados, que guarda diversas surpresas para o público. A equipe de cenografia do evento também utilizará 200 metros quadrados de telões em alta definição...

Central Globo de Comunicação

Compartilhe com seus amigos!

Related Posts with Thumbnails